PROTESTO NOS PEDÁGIOS

 

A Associação dos Motociclistas do Estado do Rio de Janeiro, entidade sem fins lucrativos reconhecida como Entidade de Utilidade Pública, e que este ano comemora vinte cinco anos de trabalho voluntário em prol do motociclismo em nosso Estado VEM INFORMAR que não participara e nunca participou de qualquer protesto nas estradas Federais.

 

No ano passado informamos a todas as autoridades constituídas de nosso Estado e aos Deputados Federais, que não iríamos participar e mesmo assim INJUSTAMENTE fui citado como Presidente da AMORJ e processado pelas 4° VARA DE JUSTIÇA CIVEL DO MEIER.

 

Não APOIAMOS PROTESTO, muito porque sabemos que de nada adianta lutar nas Praças de Pedágios por uma Lei sancionada e que já foi julgada INCONSTITUCIONAL, pela Justiça de nosso Estado, nas Rodovias Estaduais.

 

O Projeto de Isenção de pagamento de pedágio nas Rodovias Federais ainda não foi aprovada em Brasília, sendo a única que temos GRATUIDADE é a ROTA 66 que conquistamos ainda no inicio da licitação da Concessão com a ajuda do ExGovernador Garotinho.

 

A bem da verdade a AMORJ precisa sim CONTINUAR a solicitar o apoio político dos Deputados Federais que apoiamos e ajudamos a serem eleitos para que antes da abertura de novas licitações as motocicletas sejam retiradas da planilha de cobrança do pedágio

 

Nossos argumentos deverão continuar sendo direcionado que a razão da cobrança do pedágio é gerada pelo desgaste na utilização do piso (asfalto) a motocicleta por seu próprio peso insignificante não causa danos este piso (asfalto), portando não existe razão para sua cobrança.

 

Nossos caminhos em prol do motociclismo sadio e ordeiro deverão ser acompanhados por todos aqueles motociclistas que realmente acreditam serem estas as estradas sem conflito que buscamos seguir, já aos que escolheram o PROTESTO sejam responsável por seus próprios atos, lembrando que o motociclismo em seu todo será penalizado por seu ato.

 

Este é o verdadeiro caminho de conquista de benefícios amparados por Leis devidamente sancionadas, que realmente acreditamos sem vislumbrarmos nenhum cargo político e sem deixarmos sermos usados.

 

 A UNIÁO É A NOSSA FORÇA.

 

Aloísio Cesar Braz

Presidente da AMORJ

 www.amorj.com.br

VOLTAR AO TOPO.png
PAGINA INICIAL.gif

Site produzido por: Roberto de Lima