SANCIONADA A LEI QUE PROIBE A VENDA DE CEROL

 

Foi sancionada nesta terça-feira (16/10), pelo governador, a lei nº 3.673, de autoria do deputado Uzias Mocotó (PSC), que proíbe a industrialização e a comercialização de cerol no Estado. Segundo o deputado, a medida visa coibir o uso ao punir as pessoas que comercializam o produto. A lei prevê multas de 100 a 500 Ufirs para os infratores. O cerol apreendido deverá ser encaminhado à autoridade policial. Para o deputado, essa brincadeira utilizada pelas crianças e adolescentes está se tornando um terror para a população. "O cerol, que torna a linha da pipa cortante, está fazendo muitas vítimas, algumas fatais", disse o deputado. Uzias acrescentou que, além dos danos causados às pessoas, o cerol das linhas das pipas também trazem prejuízos para as redes de telefonia e eletricidade. "A mistura de cola de madeira com vidro moído acaba cortando o isolamento de borracha dos cabos telefônicos e elétricos, causando curtos-circuitos".

- See more at: http://www.alerj.rj.gov.br/common/noticia_corpo.asp?num=1024#sthash.fqK6vtxG.dpuf

CEROL.jpg
PAGINA ANTERIOR.png
PAGINA INICIAL.gif

Site produzido por: Roberto de Lima